Tuesday, April 21, 2015

O TEU REI VAI NU PACHECO E TU OLHAS PRÓ DEDO


 
 Em recente entrevista ao "i" pacheco pereira dizia:

 “Quando eu fui para o PE fui muito mais optimista em relação à Europa do que de lá saí.”

E quando foi um fundamentalista do ‘cavaquistão’ também era muito mais optimista que é hoje da ‘cavacoisa & cavacoisas" personas.
E quando foi apoiante devoto da ‘durona" personagem, por sinal primeiro responsável pelo estado actual desta Europa de hoje que tanto atormenta o intelectual de olho vivo estrábico, língua ligeira e faro político rasca dito pacheco, também era um devoto optimista que, com a chegada da idade dos confortos e aconchegos e sob o efeito da patenteada mediocridade carreirista de durão cá e na Europa, parece metamorfoseado em Velho do Restelo do povão psd.
E quando foi entusiasta defensor, com a tal ‘durona & c.ia"’ personagens mentirosas e instigadoras da guerra do Iraque também era grande optimista que deu, hoje em dia, num pessimismo crítico-azeda acerca das intervenções militares euro-americanas recentes.
E, calcule-se, era um grande pessimista acerca de ‘asfixia democrática’ e agora anda quedo, mudo e cego acerca de asfixias quando elas são evidentes e quase diárias e se revestem de carácter manipulatório anti-democrático; nesse tempo a democracia, segundo pacheco, era posta em causa mas agora que a democracia é atacada por todos os lados e nos seus fundamentos constitucionais, pacheco murmura, balbucia e saliva.
E, cúmulo dos cúmulos, na mesma entrevista ao "i", o governo de Sócrates é acusado do ónus de uma cultura de corrupção enquanto o governo actual é acusado graciosamente apenas de um ónus de cultura de desresponsabilização; um é responsável de corrupção o outro, o governo do seu povo, é desresponsável: o bpn nunca existiu; o bpp não existiu; os swap vendidos pelos psd na banca e comprados pelos psd nas empresas públicas nunca existiram; os submarinos e carros blindados e suas contrapartidas nunca existiram; os vistos gold não existem ainda nem tão pouco o que mais tarde se virá a saber das actuais privatizações feitas à pressa, à sucapa e a martelo.O enriquecimento supersónico de quase todos ex-ministros e ex-secretários de estado do cavaquistão também nunca existiu.
A prova disso, segundo pacheco e sua família política, é que magistrados e juizes nunca deram por nada digno de investigar ao contrário do governo de Sócrates onde tudo é virado do avesso, sacudido,  espremido e interpretado até sair da proveta magistraturial o pretendido, o que diz mais sobre magistrados e juizes que sobre o investigado.
Olha pacheco, ainda anteontem foi a enterrar um corrupto ministro do governo Sócrates que também ajudou a levar o país à bancarrota por fazer crescer e colocar Portugal entre os países inovadores na ciência e tecnologia; talvez brevemente teremos um PM que foi ministro corrupto colaborador do governo Sócrates e a história do mundo, segundo este pp, nunca mais acabará isenta de corrupção e sempre contaminada pelo governo Sócrates.
E a tua defesa obscena das ‘vacas loucas’ que provocou dezenas de mortes tal como a tua defesa da "guerra justa" do Iraque que provocou e continua provocando milhões de mortos, pacheco?
E o teu permanente cheirar e lamber o cu a personas mediocres e corruptas como cavaco, durão, manuela, e muitos mais crápulas do psd cavaquista, o que é verdadeiramente? O que se chama a isso quando em troca de um cadeirão dourado?

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home