Monday, March 10, 2014

CINEMA, TEMAS E GENTE DOS GORJÕES (6)

 
É, hoje, unânime a opinião de que foi no Paleolítico Superior (20.000-6.000 anos a.C.), após o surgimento do Homo Sapiens, que se desenvolve plenamente a arte pré-histórica.
O principal material da arte paleolítica é a pedra, sobre ela realizavam-se as pinturas murais e grande parte das gravuras e esculturas. 
Com o Neolítico (6000-3000 anos a.C.) a arte dá um salto concepcional gigantesco e deixa de ser arte como reprodução para ser arte como criação de símbolos. Nesta época o homem ainda trabalha colossais blocos de pedra que dispõe sobre a terra formando uma estrutura arquitectada designada dólmens ou menires. A partir do Calcolítico(após 3000 anos a.C.), o homem já trabalhava o ouro e o cobre e logo de seguida atinge a idade do bronze na qual se dá a grande substituição dos utensílios de pedra pelos metálicos.
Sabe-se que os Fenícios foram os grandes dominadores do comércio do bronze e simultaneamente também é na sociedade e cultura Fenícia que surgem as primeiras pinturas-mosaico conhecidas. A mesma técnica foi adoptada e desenvolvida pelos Gregos que, por sua vez, a transmitiram aos Romanos que a utilizaram abundantemente nos seus palácios e villas.
Também em Portugal os Romanos utilizaram essa arte frequentemente como se pode ver, ainda hoje, em Conímbriga e Milreu. Entre nós, esta arte herança dos romanos, está na base da nossa calçada portuguesa que que se tornou uma das imagens que marcam a identidade portuguesa no mundo.

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home