Saturday, February 11, 2017

O TRUMPISMO TEM UM PLANO MAS, INEVITAVELMENTE, VAI IMPROVISAR


O trumpismo, e o seu executante Trump, têm um plano político para alterar em benefício próprio a "ordem" mundial há décadas estabelecida mas, como todo o plano político-social tem que ser executado por homens falíveis contra outros homens falíveis, o respectivo plano é à partida, na origem, tão falível como os seus executantes e receptantes.
E a exuberante e exibicionista demonstração de vontade de poder alardeada vaidosamente por Trump, homem de mão do trumpismo, já começou a tropeçar na oposição de outros homens igualmente cheios de outras vontades de poder e igualmente válidas e falíveis como é próprio da ideologia humana.
O plano trumpista poderá ter sido elaborado prevendo várias sucessivas jogadas alternativas para outros tantos reveses mas nunca medirá suficiente e rigorosamente as consequências das alterações de cada revés e cada nova medida alternativa pelo que, inevitavelmente, tenderá a improvisar em cadeia: um perigo.
Também, o trumpismo deve a sua subida ao poder por ter descoberto, ou inventado, ou criado o homem certo para interpretar o trumpismo usando a denúncia populista sem nunca o denunciar nos seus fundamentos ideológicos e deste modo levar a votar nele, precisamente, aqueles que mais vão ser castigados pela implantação de um trampismo rigoroso. Sabe-se da história que um tal homem assim inventado ou criado tende a atribuir a si próprio o sucesso da vitória e a apoderar-se como único dono do poder actuando por conta própria, desligando-se e ultrapassando o criador.
Um tal homem, para mais um empresário autoritário impante do seu sucesso por meio de negócios corruptos e espertezas de fugas à Lei e aos deveres cívicos, perante dificuldades de dimensão universal e sem poder de as resolver impondo-as por corrupção ou unilateralmente, será tentado a resolvê-las impensadamente pela ameaça da força bruta.
Um homem assim, quando se dá conta, já deslocou a cabeça do alto do corpo para o regaço e começa a pensar em cima dos joelhos e a executar com os pés. Nesse momento um tal homem, para mais Presidente dos USA, torna-se muito perigoso.

Labels: , ,

0 Comments:

Post a Comment

<< Home