Saturday, November 12, 2011

SEGURO, O SISIFO "METADES"


Ao Seguro que promoveu ou aceitou ter encontros secretos com o actual pm este, por oposição do gasparinho e a mando do decidido "patrão" do governo, o relvas, devolveu-lhe os favores prestados, à sucapa dos eleitores socialistas, fezendo-lhe, na discussão no Parlamento do OE2012, um colossal bordalo manguito à sua obtusa proposta de pedinchar a devolução de "um subsídio".
É o que merece quem pedincha em política, para mais a um adversário com provas, e que provas, já dadas concludentemente da falsidade e má-fé de que é capaz para se alcandorar ao pote.
E merece ser manguitado pela ingenuidade de pedinchar em vez de lutar e sobretudo pelo facto de pedinchar subservientemente ou solicitar por gentileza o que devia exigir política e duramente como alternativa a um governo que enganou os portugueses fazendo tudo o oposto do que dizia nunca fazer.
E também pelo facto inacreditável de quase pedir por favor que lhe devolvam "um" subsídio, um só dos dois saqueados. Mas porque raio e carga de água se deve pedir, gentilmente, a devolução de um só subsídio? O outro vale menos?
Se alguém me quiser partir as duas pernas peço e agradeço que me partam só uma? Se me roubarem duas notas de banco de igual valor peço que me devolvam uma apenas e já fico agradecido?
Já agora caro Seguro, lá para 2012 e 2013 quando o governo sacar mais 10% às nossas pensões e vencimentos não se esqueça de voltar a aceitar e solicitar que apenas metade seja cortada e outra devolvida. E assim sucessivamente, sempre e apenas às "metades", em todos os cortes e aumentos de impostos deste governo sobre os pobres e médios rendimentos dos portugueses até estes estarem reduzidos à subsistência.
De certo o actual governo far-lhe-á gostosamente a vontade toda. Em contrapartida, o meu caro, ficará na história como o manhoso Sisifo "metades"; aquele que deixa sempre no pote metade da carga.

Labels: ,

0 Comments:

Post a Comment

<< Home