Tuesday, August 23, 2011

O PÍFIO ARGUMENTO DO BANHAS AMORIM

O Amorim, monte de banha em transbordo pela cabeçorra, insurgiu-se contra o possível não "rasgar", "apagar", "riscar" do mapa o TGV, o maldito invento do Sócrates.
O seu argumento é que "o psd e o cds garantiram que se tratava de um investimento ruinoso, agora não podem mudar de opinião, de modo mal camuflado".
Atentem bem na motivação que leva o banhas Amorim a estar contra o seu ministro e governo: disseram que era mau, logo agora não pode ser bom. Há neste argumento algum pressuposto acerca do interesse do país? Alguma interrogação acerca dos compromissos, respeitabilidade e necessidades do país? Nada, tão só a continuação da politiquice sem escrúpulos da gente do actual governo. A sua preocupação é terem dito que era mau, logo é para ser mau ontem, hoje e sempre sem objecções.
Tinham estudado tudo tão sabiamente e agora só têm para argumentar dizendo que não se podem contradizer?
O interesse do país está para o Amorim como a sola dos sapatos: pisa-o do mesmo modo que pisa as beatas, escarros e cocó de cão com o peso-pesado do seu corpanzil de banha de cobra.

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home