Wednesday, August 06, 2014

O "MENINO GUERREIRO" ATACA DE NOVO.

Já está. Desta vez é a Santa Casa.
Pode até acontecer que a notícia só tenha surgido agora por motivos de o homem estar desesperado na sua obstinação de ser candidato presidencial contra o parecer do passos, ou seja, como coelho tirado da cartola para arruinar a pretensão presidencial do "menino guerreiro". Isto é, que, tal pedregulho-granada já estava preparada e montada na arma de arremesso para ser atirada no momento oportuno.
Ora, como o "menino guerreiro" entretanto deu uma entrevista como putatativo candidato e até, mais recentemente, atreveu-se a pôr em dúvida o pensamento único bom das medidas político-económicas do governo, nomeadamente sobre a solução BES, é provável que o surgimento imediato desta notícia sobre o estado actual da Santa Casa tenha o selo de marca, como resposta à letra, de gente do mando atenta às movimentações indesejáveis do "menino guerreiro".
De qualquer modo a notícia confirma o histórico do homem:
- Desempregado do Estado após Sá Carneiro meteu-se em negócios no ramo da imprensa à sociedade com o pai, onde, de rompante quis competir com o sabido na matéria, tio balsemão.
Resultado, tão de rompante quanto apareceu, levou o negócio à falência arruinando o pai e ele próprio, financeiramente.
- Chateou depois, tanto, politicamente, o pm cavaco que este teve de lhe dar o lugar de Secretário Estado da Cultura para o calar. E não só, deixou a Secretaria numa lástima quanto a cultura, com a menina brasileira do "tou xim" e os concertos para violino de Chopin mas, fez o Centro Cultural de Belém por cinco vezes o preço previsto, e pagou as suas dívidas.
- O Roquete, amigo de partido e do SCP, imaginando-o um gestor de gabarito, entregou-lhe a Presidência do Sporting por bom preço e o homem em seis meses pôs o clube em vias de pantanas. E, não o tivesse retirado a tempo, o SCP ia à falência ainda mais rápido que o seu anterior negócio de imprensa & comunicação.
- Novamente desempregado voltou à vaca fria da mama do Estado conseguindo iludir os figueirenses e estes elegeram-no Presidente da Edilidade. Como disse uma vez Miguel Sousa Tavares, plantou umas palmeiras e deixou o município endividado até aos cabelos, contudo a imprensa dominada a festas e festanças, tratou-lhe de sua imagem de grande autarca.
- Quando ninguém imaginava tal, os lisboetas iludidos com a criada imagem do grande autarca da Figueira, como mais tarde seriam iludidos com o grande político passos, deram-lhe o governo de Lisboa cujos problemas ele garantia resolver em oito meses: o Parque Mayer, O Viaduto do Marquês e a reabilitação da Baixa Lisboeta degradada e todas as restantes menores questões.
As trapalhadas mediáticas e criações de empresas e sub-empresas camarárias para dar abrigo a santanistas e santanetas foram tantas que, perante a cobarde fuga de barroso para Bruxelas, o menino guerreiro conseguiu alcandorar-se a primeiro ministro sem ser eleito.
A cobarde fuga de barroso entregou o país a um pm exímio em transformar tudo que toca em merda e na Câmara de Lisboa deixou entregue a um santanista da mesma escola do  mestre.
Resultado, o país quase a ficar de pantanas teve de correr à pressa com o pm e a CML, essa completamente arruinada e endividada e enrredada em trafulhices, foi para eleições antecipadas antes que desse em falência irrecuperável.
O "menino guerreiro" continuou andando por aí na caça a um lugar de gestor de dinheiros públicos pois, já aprendera de experiência própria, que jogando com a bolsa do Estado não há falências dado que há sempre uns palermas para pagar a factura.
Foi parar à presidência da Santa Casa da Misericórdia feito o grande homem misercordioso solidário com os pobres. Ele fazia-o de coração e somente, como católico, poder praticar uma bela acção junto dos desfavorecidos pois, nem sequer tinha vencimento pelo que ninguém o podia acusar de lhe ter sido dado um "tacho".
Contudo, a Santa Casa, movimenta muitos milhões em multiplas operações de compra, venda e reparações de imóveis assim como na compra de serviços e equipamentos de funcionamento. E com a vantagem de que, tendo estatuto de entidade privada, nada é escrutinado ou  auditado nem pelo Tribunal de Contas.
Deste modo, pelo que diz a actual notícia, a Santa Casa, não obstante ser um monopólio total na sua actividade vem acumulando prejuisos ano após ano.
Comprovado fica mais uma vez que em tudo que superentende como chefe máximo, mesmo que seja ouro, transforma em merda.
Porque é de sua natureza dado que santana não passa de um cagalhão. 

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home