Wednesday, November 26, 2014

MESQUINHEZ, VINGANÇA E A HISTÓRIA



Desde que há democracia que há casos judiciais para derrubar políticos. Começou com o Péricles, ou antes.”
                                                                                                   
                                                                                                          Valupi                


Com base nesta afirmação nasceu-me a ideia de quão grande é o espírito mesquinho e vingativo dos medíocres perante os Grandes Homens.
Realmente, os grande amigos Péricles e Fídias, há cerca de 2500 anos, foram acusados de corrupção durante a construção do Pártenon, nomeadamente, na aquisição do ouro para a grandiosa estátua da deusa Atena.
Quer a estátua ( que depois foi desfeita para obter dinheiro para alimentar a guerra), quer o Pártenon (que serviu de paiol aos turcos e quase o eliminou) são consideradas há séculos como obras-primas património da humanidade. E os seus autores Péricles e Fídias, são reconhecidos universalmente como dos maiores e melhores políticos e escultores que já existiram na História Universal.
Provavelmente todos os dias, no mundo, alguém está falando ou escrevendo algo sobre estas duas figuras ímpares.
E pergunto: alguém conhece os acusadores?
De seguida a este caso, também em Atenas, outro Sócrates era acusado e condenado à cicuta que aceitou beber por amor da Lei.
E pergunto: quantos conhecem os acusadores?
A mesquinhez vingativa tem horror à verdade, ao belo e à grandeza do saber e conhecimento e a História tem horror e vergonha dos mesquinhos.

Labels: , ,

0 Comments:

Post a Comment

<< Home