Thursday, June 03, 2010

PERIGO EXISTE

MÁRIO SOARES PODE TER RAZÃO
Ele que costuma ver politicamente muito para além da maioria dos outros políticos, pode vir a ter total razão no facto de o PS apoiar oficialmente a candidatura de M. Alegre. O problema não está popriamente no apoio do partido mas sim de esse apoio vir a contribuir decisivemente para a eleição de M. Alegre. Porque o verdadeiro perigo para o PS pode vir precisamente do poder que Alegre adquiriria a partir do cadeirão da Presidencia.
Alegre já tentou quase tudo contra Sócrates não se inibindo de manter uma guerra aberta quase permanente contra o partido, em nome do ressabiamento pessoal da derrota partidária nas primárias. Não suportou a derrota, ele um velho "histórico" batido por um novato sem história? E para mais, o novato não lhe ia ao beija mão pedir a benção para tomar medidas: uma verdadeira heresia. Mais ou menos o mesmo que se repetiu no Governo com Campos e Cunha: um recém engenheireco ter o desplante de opor-se e ainda por cima dar ordens ao doutor professor? E se repete diariamente com a frenética azáfama dos Patrões dos negócios e dos media e respectivos empregados, atacando para derrubar Sócrates porque este resiste tenazmente a fazer de seu moço de recados, como estavam habituados.
Quanto mais cheio de impante saber "histórico" ou impante saber "económico" está o indivíduo assim igualmente cheio de rassabiamento fica a imaginação da pessoa rejeitada.

Tendo em conta este recém-histórico de Alegre contra Sócrates, quem garante que uma vez senhor de tamanho poder de "persuação" a partir do palácio de Belém, não volta à carga com a tentativa de patrocinar um regenerador "blocalegre" tal como Eanes o fez criando o PRN a partir do mesmo cadeirão? O que não conseguiu, até aqui, por falta de força própria e por o Bloco não querer ser o açucar no café de Alegre, estará brutalmente facilitado dispondo este da máquina de empacotar e distribuir o açúcar.
Se tudo corresse segundo este plano imaginário possível, o sonho aparentar-se-ia grande como Portugal e confundir-se-ia com Alegre: ser o maior portugues dos pequenos portugueses tal com hoje é o maior poeta dos pequenos poetas.

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home