Saturday, December 11, 2010

QUATRO ANOS VÃO...


Quatro anos vão, presença
constante, uma cabeça
vertical ao alto avessa
ao mito ao fito, que pensa
pela própria, pela leitura
que vale, que comenta,
que compara, que isenta
risca e riscará de impostura
limpo, de mesa e ementa
sua, enquanto tempo dura.

Labels: ,

0 Comments:

Post a Comment

<< Home