Saturday, September 15, 2012

A IMPOSTURA, OS IMPOSTORES


Já quase todo o mundo político interpretou, analisou e dissecou as medidas, as justificações, as palavras e depois mais palavras sobre, e até o olhar pesado ou pesaroso, a pose, o semblante e o "ar" facial e corporal envolvente que os rapazolas, assessores experts em táticas e maquiavelismos, lhe impingiram como ideal para se "apresentar" comovido mas convicto perante os portugueses.
Mas a mim, o que me indicia toda esta trambolhada de medidas indigentes e inqualificáveis, sobretudo para quem se propôs e foi eleito para levantar o povo e não para o enterrar, não é a postura mas sim a impostura do pm.
Este, jotinha medíocre e inexperiente, sem ideias e vontade própria, tem andado às voltas como a bola na tombola do totobola, a ver se lhe sai o número certo entre as ideias ideológico-radicais do gaspar e borges, as ideias económico-negociatas do relvas e seu gang, as ideias demagógicas-populisto-putativas do paulinho e, certamente, assediado pelas ideias de marketing-publicistas dos numerosos muchachos assessores do seu gabinete. E, claro, tem como guião a troika.
Quase ido 2012 sob sua responsabilidade, as coisas vão de mal a pior. O passa-culpas para o governo anterior, de gasto e desmascarado pelos factos, já não funciona e a troika e até o paulinho também já começam a pôr o rabo de fora e a fingir que não é nada com eles.
Chegados aqui, tanto o passos pm duro como o pedro amigo delico-doce, estão ambos completamente atarantados sem saber o que fazer, à vida e ao país.
E a sua actual postura impostora, não é mais que uma tentativa de fuga redentora para a frente, para que alguém tome a responsabilidade de uma rotura, assim: outro fica com o ónus e ele com o álibi de que não o deixaram provar a bondade das suas medidas.

Labels:

0 Comments:

Post a Comment

<< Home