Thursday, January 06, 2011

LIVROS PRENDAS DE NATAL 2010

EDUARDA CHIOTE
Da vizinha de Lisboa que se tornou conhecida, depois amiga e grande amiga, depois familiar de portas abertas e chaves trocadas, poetiza celebrada e antologiada, recebi de mão própria, as duas antologias de capa abaixo referênciadas, as quais integram trabalhos seus.

Em República das Mulheres, conta como quando esteve aqui em casa e foi comigo visitar o António "Limpinho" e este lhe dissera: - interessam-me os objectos doentes para cuidar deles, sou um ajuntador de objectos-. EC serve-se dessa alegoria gorjonense para dizer: - também sou uma ajuntadora, uma ajuntadora de palavras, as palavras doentes: rejeição, dor, desamor, sofrimento, ódio, desespero - .




JOÃO BRITO SOUSA
Conterrâneo e amigo desde tempos de juventude, recebi deste poeta e escritor recém-impresso e editado, tão preocupado com a ética da honestidade e dignidade, que se interroga fortemente sobre o estado mau do mundo e como devia ser para ser melhor.
São nesse sentido as palavras ditas neste livro: - a literatura não é História, por isso algumas passagens do romance estão escritos como eu gostaria que fosse - .

FAMILIARES
Outras ofertas várias de familiares próximos.
O prazer da leitura, O cavalo a tinta da china, Entre cães e gatos, Um livro-caderno de notas, e uma agenda de secretária da Efacec. (Empresa onde trabalhei dez anos).






DE MIM PARA MIM
Neste Natal ofereci a mim mesmo, tal como faço ao longo dos meses do ano, os dois livros cujas capas reproduzo abaixo. O primeiro por indicações escritas várias de gente dos livros e conhecedora, o segundo por o encontrar ao acaso e ser de um autor citado, como se fôra um deus, por um blogger revolucionário ideológicamente género Pol Pot. Foi a curiosidade de descobrir, por leitura directa, se Badiou propõe mesmo algo de caracter sociológico tão desumanamente extremista como o polpotismo.


Labels:

1 Comments:

Blogger João Brito de Sousa said...

CARO AMIGO,

Viva.

Fiquei emocionado quando vi a capa do meu livro, colocada neste espaço de cultura, ao lado de grandes vultos da literatura prtuguesa.

Mas sensibilizou-me mais ainda o comentário á apresentação da obra, porque quem o escreveu e penso que foi o APC, apanhou totalmente a minha mensagem.

Entendo ser meu dever felicitar o autor pela ideia de colocar no seu espaço os autores e, em particular, colocar o meu livro e o comentário tão apropriado.

Um abraço do

João Brito Sousa.

3:15 PM  

Post a Comment

<< Home