Saturday, April 02, 2011

A GRANDE MENTIRA IV

SER E NÃO SER AO MESMO TEMPO
Andaram meses e meses a proclamar que os "rating" dos mercados subiam devido à falta de credibilidade do governo.
E de repente, passado o governo a "governo de gestão" dos actos correntes da governação passou, automaticamente, a ter credibilidade para firmar um acordo de resgate cuja origem e necessidade tem por base a acusação de falta de credibilidade.
Um paradoxo? Qual quê, o enigma já havia sido estabelecido por Marcelo quanto ao aborto: é, mas não é. Neste caso não tem, mas tem.
Para chumbar o PEC IV também foi explicado claramente com uma frontalidade de opostos: porque se tratava de penalizar de mais os portugueses e porque a penalização não era a suficiente.
Parménides, desce à Terra e vem eclarecer esta nova tese doutrnária do ser e não ser simultâneamente. É que desta vez, tal doutrina tem o alto patrocínio e a benção do Presidente da República.
Mais uma grande mentira para mais uma grande tristeza nossa.

Labels: , ,

0 Comments:

Post a Comment

<< Home